Crônicas de uma tradutora – 1

Huhu!

Agora que assumi que vou traduzir um livro (SEM GANHAR NADA EM TROCA), posso finalmente falar da minha vida de tradutora freelancer sem certificado, e por isso com preços baratos aqui, que é o que venho fazendo alguns anos por alguns trocados.

Parece que essa frase soa bem auto-depreciativa…

Mas bem… eu deveria parar de traduzir à noite, com sono… É um péssimo hábito!

No dia seguinte tenho quase todas as palavras traduzidas sublinhadas de vermelho, e as que estão escritas “corretamente”, é porque tive o azar de escrever uma palavra existente na língua portuguesa, mas não é a que eu estava pensando no momento.

Basicamente, a minha revisão às vezes não é só uma retradução, é um mini-inferno!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s