Arquivo da tag: crônicas de uma escritora

Crônicas de uma escritora – parte 7

Padrão

Sou uma pessoa que precisa dormir, e que não tem nenhum problema de saúde que impede isso.

Só que quando não durmo… isso não é algo que eu (meu corpo talvez?) não consegue lidar. Não consigo escrever por pelo menos dois dias depois de uma noite em branco.

E agora que estou inspirada…

Festa de madrugada do vizinho! Festas, para ser precisa… Música na altura média, gritaria que compensa a música média…

Sim, acabei de arrumar a fama de mulher chata que reclama do barulho e acaba com a festa dos outros!

Não foi só pela minha atual pseudoprofissão. Sou uma pessoa quieta e nunca quero arrumar problemas para mim. Só que aquela expressão “a última gota d’água” virou a ilustração dessa madrugada.

Tomara que agora resolva, sem precisar de intervenção da polícia!

 

E se alguém perguntar do livvro novo… eu também queria saber!

Anúncios

Crônicas de uma escritora – parte 5

Padrão

Contratar alguém do Fiverr para fazer a capa do seu livro.

NÃO-FAÇA-ISSO!

É de se esperar que alguém com um catálogo lindo tenha uma habilidade superiora de edição de imagens do que a sua, que é inexistente. Só que não é! É nível Paint!

E tive que perder dinheiro duas vezes antes de aprender a lição…

Crônicas de uma escritora – parte 1

Padrão

Qual é a pior parte de ser um escritor?

( ) Conseguir inspiração

( ) Escrever um livro

( ) Ter de passar por um bloqueio criativo

( ) Revisar o que escreveu

(x) Pagar uma fortuna para imprimir uma versão do livro para enviar para ser registrada na Biblioteca Nacional; pagar uma fortuna no correio só porque vive longe do Rio de Janeiro; pagar ainda mais dinheiro pelo serviço (que é só 20 reais, mas esse valor é ainda mais um gasto!); ter de rubricar todas as páginas!!!

É sério, odeio rubricar. E que preço é esse que os xerox estão cobrando pela impressão! Apesar de ter diminuído a fonte, e essa então ser a menor original que registro, é de longe o livro mais caro que já imprimi!