Resenha: O que não podemos deixar para trás, de Renata Müller

Ficha técnica:

Título: O que não podemos deixar para trás

Série: nenhuma

Autor: Renata Müller

Língua que li: Português

Link para compra: O que não podemos deixar para trás

Li esse livro antes de ler qualquer crítica. Aliás, pensava que não existia nenhuma resenha para ele livro,mas para pesquisar a imagem da capa para colocar aqui, descobri que existe sim. Se alguém quiser ler, clique aqui!

Foi um livro que me perguntei se deveria ou não escrever sobre, mas foi a falta de comentários sobre ele que me fez repensar. Não que o livro seja ruim, tanto que dou uma nota alta. Quando penso em falar sobre, costuma ser sobre aquilo que causou uma forte impressão em mim, o que o livro não fez. Mas novamente, não é algo necessariamente ruim.

O que não podemos deixar para trás mostra a história do casal Júlia e Rafael, e cumpre isso. Temos a história de Júlia e Rafael da maneira prometida: um romance chicklit água com açúcar do qual você não vai se lembrar nada daqui há um mês. Um livro que não tem nada que o difere dos títulos do mercado, o qual você sabe que vai esquecer depois de um tempo, como mencionei. E vou dizer de novo: isso não significa que é ruim. É uma leitura envolvente, na qual permite você se simpatizar com os personagens, mergulhar na leitura. Só não tem aquela história memorável…

Somos apresentados a publicitária Júlia, uma mulher bem sucedida financeiramente, mas não tanto romanticamente no começo. Até Rafael aparecer no seu trabalho, reaparecer na sua vida. Eles se conheceram na adolescência, e devido a vários desentendimentos (nada que não poderia ser resolvido com uma boa conversa – como muitas coisas nessa vida) se tornaram inimigos declarados nessa época, e a antipatia que sentem um pelo outro não foi modificada pelo tempo. Porém, não era exatamente ódio que um sentia um pelo outro, o que continuou inalterado.

No início, tentaram fingir que não se conheciam, comportarem como adultos crescidos que trabalham juntos. Já deve imaginar que não deu certo, e você está certíssimo! Reviverem a relação deles na adolescência, que é a chave da história. Júlia e Rafael tem a oportunidade de cometer os mesmos erros que tiveram, mas também de concertar os mal-entendidos.

É um livro que recomendo para quando quiser uma leitura carismática para passar o tempo, e definitivamente, não leia quando estiver em uma ressaca literária.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s