Resenha: Agentes da princesa (Princess agents), da XiaoXiang Dong’Er

Título: Agentes da princesa (Princess agents em inglês). Mas é um título que foi traduzido de várias formas diferentes, Queen of No.11 Agent 11, Agent Princess, agora será traduzido como The Legend of Chu Qiao: Division 11’s Princess Agent (A lenda de Chu Qiao: Agente da princesa da divisão 11). Vou usar Agentes da Princesa, pra lembrar da série mesmo

Autor: XiaoXiang Dong’Er

Língua lida: inglês, e terá continuação pela Qidian Internacional

Tem em português: por enquanto não, se tiver, provavelmente não terá uma legal. Eu quero traduzir… Talvez em um dia que eu esteja mais corajosa, eu tente pedir permissão, já sabendo que a resposta será NÃO.

Sinopse traduzida por mim:

Ela era a confiável conselheira da unidade 11 da inteligência militar no Bureal de Segurança Nacional – buscando talentos, planejando e executando, providenciando missões de assasinatos em países inimigos… ela criava estratégias que obtinham vitárias há centenas de quilômetro de distância. Ela poderia ser tida  como o pináculo da instalação de inteligência militar.

***

No Império de Huang Jing, vivia uma garota que era uma viajante do tempo, uma agente especial e um grupo de jovens, mas inteligentes garotos. Todos eles começaram de suas terras natais e saíram para conquistar o mundo.

 

capa chinesa

Sabe aquela resenha que você queria fazer, mas não tinha sentido em fazer, mas agora está fazendo porque faz sentido? E não está entendendo nada? É esse o caso.

Acho que muitos que chegaram aqui foram aqueles que gostaram da série Agentes da Princesa, blockbuster chinês de 2017. Pois bem, assisti acho que nem 10 capítulos. Porque assim como muitos chatos do “o livro era melhor”, era o que eu achei, e no que pude ver que tinha uma relação com o que se passava no livro, o livro era mesmo muito melhor!

Não serei a grande espalhadora de spoilers da série porque não assisti inteira, mas aquela não era a Chu Qiao, aquela não era a história que gostei seguida a risca, e mesmo sabendo que deveria haver adaptações pela censura, para mim foram muitas. Para quem não sabe, viagem no tempo é censurada na TV chinesa.

Não chega ao nível de A princesa Wei Yang(The Princess Wei Yang ), por Qin Jian, no qual a história foi mudada para algo completamente diferente do roteiro do livro (e olha que nesse teriam até mais facilidade para seguir o livro, devido a história). Para Agentes da Princesa, temos um roteiro que parece que seguiu ao enredo do livro, mas senti que a essência da história se perdeu no meio da adaptação… Por isso mesmo recomendo também a quem souber inglês, de ler esse livro.

E o motivo pelo qual não fiz uma resenha desse livro até agora, que acho que é um dos melhores livros de artes marciais que já coloquei as mãos? A tradução parou. Sim, em um momento a tradutora parou de traduzir, mas anunciava que logo postaria um capítulo, depois de alguns meses falava a mesma coisa, e foi indo, e isso desencorajou todos de pegarem esse projeto. Até que finalmente agora isso terminou! A Qidian anunciou que logo colocará a tradução desse livro no seu catálogo (até o link que coloquei foi o de lá)!

ATENÇÃO: NÃO LEIAM A SINOPSE QUE ESTÁ NO SITE DA QIDIAN. Comecei a ler e parei, ainda bem que parei de ler. O que tem é um resumo da história inteira!

A história começa com a tal da viagem no tempo. É uma típica protagonista de transmigração, mas ao contrário de vários livros, nos temos detalhes de como foi a morte dela (transmigração: gênero no qual a alma de uma pessoa que acabou de morrer vai habitar o corpo de outra pessoa que acabou de morrer). Temos capítulos dedicados a isso. Ela era uma espiã internacional que estava tentando acabar com um plano de acabar com o mundo, e no final salva toda a humanidade – sacrificando-se no final.

Então ela se encontra do nada no corpo de uma garota de apenas OITO ANOS DE IDADE no meio do mato, sendo caçada por lobos e com flechas vindas em todas as direções. Claro que ela não estava entendendo nada, mas sabia que tinha que sobreviver e era uma espiã supertreinada. Escapou desse lobo, e como tinham mais crianças por perto, também tentaria proteger. Descobriu então que ela fazia parte de uma caçada humana realizada por um grupo de crianças nobres, e que ela era uma das escravas que eram uma das peças desse jogo. Quem tivesse mais escravos com o seu próprio nome marcado nas roupas vivos no final, ganhava. E infelizmente, Chu Qiao foi a única sobrevivente.

E decorou o nome escrito em cada um dos escravos mortos.

Foi então enviada para uma casa, na qual descobre que os irmãos da menina que ocupou o corpo também trabalhavam como escravos. E se já ter a experiência de participar de uma caçada humana não fosse o suficiente, foi nessa casa que ela descobriu que a vida humana, a vida de escravos, não valia nada na dinastia Xia, onde ela foi parar. E foi perdendo um por um que ela aprendeu que ela tinha que vingar e proteger aqueles que precisavam. Nem que precisasse de matar para isso.

E Chu Qiao mostrou digna do tempo que foi espiã. Ela nunca mostrava suas verdadeiras intenções, sua raiva, sua revolta, e muito menos dava indicações do seus planos. Não, ela se mostrava como uma escrava doce e obediente, completamente submissa e devota aos seus mestres. Nem sequer culpava seu mestre, um garoto um pouco mais velho do que ela, de ter assassinado o irmão dela, e o convenceu disso. Aos olhos dele, ela era apenas uma garotinha bonitinha, que logo se tornou seu primeiro amor. Nem desconfiava que aprendia a usar facas, já que passou a vida inteira com um revólver nas mãos…

A premissa da história é a transformação de uma menina escrava para uma mulher senhora da guerra. Disso não sei. De onde parei, ela ainda tinha 8 anos.

Agentes da princesa é um livro que não poupa sangue, não tem medo de colocar crianças nas piores situações… É um livro para quem não está à fim de um água com açúcar.

The Legend of Chu Qiao: Division 11's Princess Agent

capa da tradução para o inglês

3 comentários sobre “Resenha: Agentes da princesa (Princess agents), da XiaoXiang Dong’Er

  1. AnnyCampos disse:

    Eu estou finalizando o cdrama e senti que tinha algo errado na história, como uma peça faltando no quebra cabeça, por isso pesquisei e descobri a novel, sua resenha ajudou muito a me decidir ler o livro <3…obrigada, vou seguir seu site apartir de agora. Bjs

    Curtir

    • Valentina Linz disse:

      em geral essa é a sensação que tenho assistindo muitas cnovels baseadas em livros. Ainda mais quando tem adaptação de viagem ao tempo, que é censurado na China. Mas pelo que ouvi falarem, o final de Agentes da Princesa não foi o fim do livro, seguiu mais ou menos a história, e foi feito pensando em fazer uma continuação.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s