Crônicas de uma escritora – número indefinido

Sabe aquela história de que artistas trabalham melhor quando estão deprimidos, tristes, melancólicos? Mentira.

Pode até ter uma inspiração nesses momentos, mas estará ruim demais para conseguir trabalhar. Arte exige demais de quem faz, e tem de estar bem para conseguir fazer.

 

E estou deprimida demais para lidar com os meus vizinhos e suas conversas durante a madrugada. E definitivamente não dobra energia para escrevermos. Deprimida não,  deprivada de sono há dias…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s